Pretende-se,neste blog, não só evidenciar a beleza que nos rodeia como, ainda,chamar a atenção para pormenores que, normalmente, passam despercebidos

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Maga Encantadora (Vinca Minor)

A Vinca, neste caso Vinca Minor ou Pervinca (há várias espécies entre elas: Vinca Minor, Vinca Difformis, Vinca Major e Vinca herbacea), gênero de ervas lenhosas da família das apocianáceas, que forma vastos tapetes perenemente verdes de onde surgem, a partir de Fevereiro, curtos ramos que sustentam flores solitárias com corolas de um raro azul (a flor dos feiticeiros e dos poetas e, na Idade Média, era utilizada nos filtros de amor).
A sua utilização em medicina é também muito antiga: Agrícola, clérigo finlandês que se tornou no pai da língua finlandesa escrita, em 1539, aconselhava-a para o tratamento de anginas e Mattioli, médico e botânico Italiano do Renascimento, em 1554, para as hemorragias nasais. Foi, durante muito tempo, utilizada no tratamento de doenças pulmonares. É um óptimo tónico amargo sendo utilizada no tratamento de anemias vulgares, convalescenças difíceis ou falta de apetite, enxaquecas, dificuldade de concentração, diabetes, hipertensão e vulnerário - substância que cura feridas e chagas.. Presentemente descobriram que a vincamina, alcalóide estraído da Vinca, faz baixar a tensão arterial e dilata os vasos. Das espécies exóticas são extraídas certas substâncias úteis para a luta contra diversas formas de cancro. Uma equipa de investigação da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto verificou que na raiz da Vinca havia uma actividade medicinal interessante que detinha uma molécula chamada serpentina, um alcaloide, que inibe a degradação de um neurotransmissor e que, portanto, poderá ajudar no tratamento da doença de Alzheimer. Segue-se um período de investigação para que a molécula possa ser utilizada como um fármaco eficaz.
Brown Eyes
Montanha

14 comentários:

Chica disse...

Quanta coisa que não sabia sobre ela, tão linda!beijos e tudo de bom!chica

Helga disse...

Mary? De volta? Ou apenas uma breve e curta aparição para nos aumentar as saudades?

Confesso que já sentia muita falta de te ver por aqui e de ler as tuas palavras. Aprendo sempre imenso aqui neste teu espaço. Em relação a esta tua publicação, espero que a ciência avance depressa, pois a hipótese de virmos a ter melhor qualidade de vida e menos doentes com Alzheimer, é bastante aliciante e promissora.

Um grande beijinho e adorei 'ver-te' de novo.

Helga

Poetic GIRL disse...

Olá!!!!!! Estes de volta logo com uma imagem tão bonita! Adorei! E ainda por cima se a planta tem estes valores medicinais ainda a torna mais especial... beijoca

Brown Eyes disse...

Chica obrigada. Um beijinho grande para ti

Brown Eyes disse...

Helga espero ter voltado definitivamente. Imagina a saudades que tenho vossas!!!! Imensas. Beijinhos e obrigada

Brown Eyes disse...

Bela as plantas podem mesmo substituir os químicos na cura de muitas doenças, temos é nos dedicar a estuda-las. Beijinhos

Pedrasnuas disse...

A MAGA ENCANTADORA...AS SUAS PROPRIEDADES FAZEM-LHE JUS À DESIGNAÇÃO...UMA FLOR TÃO LINDA.SINGELA.SEDOSA.MUITO AGRADÁVEL...

GOSTEI DESTE ENSAIO DO REGRESSO...

BEIJOCAS

Olga disse...

Voltas-te! Este mundo ficou mais bonito, tudo aqui está mais florido. Fizes-te realmente muita falta. Gostei da foto. A planta pareceu-me digna de uma publicação, com tantas aplicações médicas realmente deve ser dada a conhecer. Beijinhos.

Fê-blue bird disse...

Que lindo este teu blogue!
As plantas são realmente a alma da natureza, e esta então magnífica e útil.

Beijinho com perfume de plantas :-)

Brown Eyes disse...

Pedras a simplicidade encanta. Beijinhos e obrigada

Brown Eyes disse...

Olga voltei, continuo sem muito tempo mas, estou por aqui. Beijinhos

Brown Eyes disse...

Fê são a alma da natureza e, por sua vez, a natureza é a minha alma. Obrigada Linda pelo teu apoio. Beijinhos

Pedrasnuas disse...

VIM VER DE NOVO A MAGA ENCANTADORA...AS SUAS PÉTALAS...AVELUDADAS?...
E AGRADECER O TEU COMENTÁRIO

MUITOS BEIJINHOS

Brown Eyes disse...

Pedras obrigada. Tu sabes que não precisas de me agradecer, que tenho todo o prazer em te visitar. Não tenho tido muito tempo mas, espero resolver este problema em breve. Eu como gosto de ditados populares vou citar um que resume o que se tem passado comigo: Quem muito dorme pouco aprende. Tenho descansado demais e não tenho tido oportunidade para aprender convosco. Beijinho Grande.