Pretende-se,neste blog, não só evidenciar a beleza que nos rodeia como, ainda,chamar a atenção para pormenores que, normalmente, passam despercebidos

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Árvore do Pão (Castanheiro-Vulgar)


Castanheiro-vulgar, castanheiro-comum, reboleiro, nomes pelo qual é conhecido, pertence á família das Fagáceas, da sua-família Castaneoideas e do género Castanea, é uma árvore caducifólia de porte mediano podendo atingir 25 a 30 m de altura, imponente quando adulta e se estiver isolada. Espécie monóica, cada indivíduo apresenta órgãos sexuais dos dois sexos, com floração de Maio a Junho. Ambas as flores encontram-se no extremo dos ramos; as masculinas amarelas estão dispostas em amentilhos compridos e erectos, possuem cerca de 10 a 20 estames; as femininas, reunidas numa cúpula espinhosa verde, encontram-se na base dos amentilhos, possuem entre 7 a 9 estiletes estreitos e brancos e são rodeadas de folhas verdes modificadas (brácteas).
Os seu frutos, aquénios castanho-brilhante (castanhas), agrupam-se em número de 1 a 3, encerrados por cúpula, primeiro verdes, depois castanhas e cobertas de espinhos (o ouriço), que possui 4 valvas lobadas por onde são libertadas as castanhas aquando a maturação entre Outubro e Novembro. Frutifica regularmente após os 20 anos.
Ao povoamento de castanheiros vocacionados para à produção de castanhas, dá-se o nome de “souto manso” enquanto que o povoamento vocacionado para produzir madeira é o “castinçal”.
Desde o Paleolítico que o castanheiro acompanha o Homem e tem para ele uma importância crucial. As tribos pré-romanas chamavam-lhe a árvore do pão, já que o seu fruto, a castanha, era um alimento rico e um importante meio de subsistência para os exércitos em campanha. Foi um dos mais importantes farináceos em muitas regiões, antes da chegada da batata e do milho à Europa. Desde tempos imemoriais que a castanha é um produto de base na alimentação dos homens e dos animais, sendo confeccionada de todas as formas possíveis: crua, cozida, assada, em doces, em sopas, e como guarnição de alguns pratos. Antigamente, quando a produção do ano não era totalmente consumida, a que restava era transformada em “castanha pilada”, seca ao fumo, de forma a poder ser consumida mais tarde. Outro processo de conservar as castanhas é colocá-las em panelas vidradas bem tapadas ou em potes de barro cheios de areia.
Os ouriços e as folhas do castanheiro são aconselháveis para, através de infusão, combater a faringite e até mesmo a caspa do cabelo.
Brown Eyes
Montanha

19 comentários:

Carla Diacov disse...

cheiro de mata!

Adorei aqui!
Tudo...
E também adoraria ver tua honrada visita pelas minhas chafurdadas coisas;
carladiacov.blogspot.com
larcavodica.blogspot.com
odesimundasdoneochiqueiro.blogspot.com
carlacarlacarlac.multiply.com

Brown Eyes disse...

Obrigada pela visita Carla.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Brownamiga

Quando eu era puto - lá por meados do Paleolítico... - o Alberto Ribeiro, com o seu bigodinho cinéfilo, cantava: teus olhos castanhos, de encantos tamanhos, são pecados meus. São estrelas fulgente, brilhantes, luzentes, caídas dos céus..., e por aí fora.

Acho bué da fixe - os meus netos ensinam-me cada uma - que uns olhos castanhos falem de... castanhas. Gostei mesmo muito.

Amiga

Chego aqui por intermédio do nosso Amigo AC e estou muito satisfeito por te ter encontrado. O teu blogue é muito interessante, e bem escrito. O que, para mim, que sempre ganhei a vida a produzir prosa tão honesta quanto possível, (sou jornalista e dizem que também escritor, dizem…, e aos 69 anos não me sinto velho) é motivo acrescido de satisfação.

Espero que me retribuas a visita e deixes comentários na Minha Travessa. E, já agora, que te tornes minha (per)seguidora. Não é pedir muito… Obrigado

Qjs = queijinhos = beijinhos

NB – Peço-te desculpa, mas tenho de referir que este é um texto base, ainda que com algumas apreciações individuais e específicas. Infelizmente não sou dono do tempo, e a sê-lo seria uma chatice… Para que não haja dúvidas. Mas, é sincero.

Brown Eyes disse...

Henrique lembro-me dessa canção, cantava-a quando era pequenina, lá para os lados de Moçambique e já na altura me fascinava a lealdade e ficava satisfeita por ele dizer que eram leais.:) Irei visitar-te, claro que sim. Beijinhos

Lala disse...

os castanheiros levam-me à Guarda... tenho saudades da cidade...
Mais uma vez já levo daqui ensinamento... umas infusões dessas de vez em quando dão mesmo jeito!

Beijinhos

Brown Eyes disse...

Lala com saudades? Vem mata-las. Beijinhos

Pedrasnuas disse...

ADOREI A FOTO...MUITO BONITA ESSA COLORAÇÃO...

BEIJINHOS

JB disse...

Espaço muito interessante! é a partilha do saber, aprimiorada de cultura e pertinentes dizeres!

Parabéns!
Continuarei por aqui!

Beijinho

ESTUPOR disse...

Ainda tenho muito que aprender...Por isso,decidi seguir este blogue.
Cumprimentos

Brown Eyes disse...

Pedras a foto é linda, aliás nesta altura do ano as cores são deslumbrantes, tanto ou mais que o sabor das castanhas. Beijinhos

Brown Eyes disse...

JB obrigada. Beijinhos

Brown Eyes disse...

Estupor obrigada. Quem faz este blog também e por isso, sempre que o tempo o permitir, lerá outros blogs. Beijinhos

Ana Martins disse...

Boa tarde,
vim agradecer a visita e conhecer o seu blogue.
Muito interessante este post, o que nós por aqui!

Beijinhos,
Ana Martins

Zé Júlio disse...

Olá! É um prazer tê-la como seguidora do meu blog! Agradeço, sobretudo, a informação sobre o castanheiro, dado que estou a organizar uma caminhada na Serra de Monchique no próximo fim-de-semana, para fazer a apanha de algumas castanhas para o S. Martinho... Mais uma vez parabéns pelo seu blog.
Cumprimentos.

Brown Eyes disse...

Ana este é um dos meus blogs que nasceu da minha paixão pela natureza e por tudo aquilo que é natural. Beijinhos

Rui disse...

Olá Mary
Muito interessante (como sempre) :)
...e tão saborosas que elas são :):)
Por acaso no sábado estive em casa dos meus pais e comi umas boas "castanhinhas" :) huumm, que saborosas que elas estavam :):) já tinha saudades.
É claro que todos estes "pormenores técnicos" eu desconhecia :)

Beijinhos e fica bem :)

E bom apetite para as castanhas , já que agora estamos no tempo delas acompanhadas com água pé :)

Brown Eyes disse...

Rui as castanhas são uma maravilha e todos os cozinhados que tenham castanhas uma delicia. Carne assada(entremeada) com castanhas é de comer e gritar por mais.
Beijinhos e obrigada

Brown Eyes disse...

Zé Júlio obrigada. Beijinhos

Breathtaking disse...

Ola Brown Eyes
I have learned a lot from this post
and will take a closer look at our
Chestnut trees in future.Good work.